quarta-feira, 30 de março de 2011

Conseqüências da vinda da família real portuguesa para o Brasil

Em 22 de Janeiro de 1808, desembarcou em Salvador o príncipe regente de Portugal com sua família e toda a sua corte. Lá foram recebidos com festa e permaneceram pouco mais de um mês. 
Uma das principais conseqüências da vinda da família real para o Brasil foi à abertura dos portos para o comércio com as nações amigas, o que pôs término ao antigo pacto colonial que vigorava entre Brasil e Portugal.
Essa decisão foi necessária, pois o comercio estava paralisado desde que os franceses haviam ocupado o porto de Lisboa. Além disso, era a forma com que Dom João pagaria a dívida com a Inglaterra pela proteção contra os exércitos de Napoleão, sendo que tal atitude já havia sido negociada em 1807 em Londres. Além da abertura dos portos, também ficou estabelecido que Portugal permitisse a instalação de uma base naval inglesa na ilha da Madeira
A abertura dos portos foi de uma imensa importância para o Brasil, pois a partir daí o país deixou de ser colônia de Portugal para ser o centro do reino.  Diante disso, setores econômicos se beneficiaram com o comercio que havia sido monopolizado por Portugal. Essa concorrência acabou gerando protestos em Lisboa e Rio de Janeiro, o que obrigou Dom João a restringir o comércio em alguns portos brasileiros. Além disso, os navios portugueses ganharam exclusividade no comércio de cabotagem e descontos nos impostos.
Um dos países que mais se beneficiaram com a abertura dos portos foi a Inglaterra, que não somente ampliou sua aliança militar e política com os portugueses como também estabeleceram uma nova roda de escoamento para seus produtos.
Na época da chegada da Corte portuguesa, os armazéns brasileiros estavam repletos de produtos e ficaram ainda mais, com a chegada dos artigos vindos da Inglaterra, frutos da primeira revolução industrial.
A balança comercial brasileira era deficitária, pois as exportações nunca cresciam nas mesmas proporções das importações.  Não havia interesse inglês pelos produtos produzidos em terras brasileiras, com exceção de alguns produtos usados na indústria. 
Quando o Brasil se tornou dependente economicamente dos países estrangeiros, Dom João iniciou uma série de reformas que ocasionaram muitos conflitos políticos e protestos contra a dominação inglesa.
Foi ainda em Salvador que Dom João aprovou a criação da primeira escola de Medicina do Brasil, fundada em 18 de fevereiro de 1808, sendo que os primeiros professores eram médicos militares. Além disso:
Também deu licença para a construção de uma fábrica de vidro e outra de pólvora, autorizou o governador a estabelecer a cultura e a moagem do trigo, mandou abrir estradas e encomendou um plano de defesa e fortificação da Bahia, que incluía a construção de 25 barcas canhoneiras e a criação de dois esquadrões de cavalaria e um de artilharia. (GOMES, Laurentino. 1808. Planeta, São Paulo, 2005. Pg. 46)
Quando a coroa portuguesa instalou-se no Rio de Janeiro, iniciou nesta cidade uma série de modificações para que ela pudesse ter a estrutura necessária.
 Estas mudanças iniciaram um profundo processo de modernização e desenvolvimento para o Estado. O motivo da mudança para o Rio de Janeiro foi de ordem estratégica: em caso de uma invasão francesa, o Rio de Janeiro estava mais bem localizado do que Salvador.
Como nova sede do Império, o Rio de Janeiro concentrou todas as funções administrativas e políticas internas e externas. A distribuição dos cargos dessa nova estrutura de administração baseou-se em apadrinhamentos e nepotismo, o que caracterizou um predomínio português nos cargos.
O desenvolvimento urbano promovido por Dom João VI, como a criação do Jardim Botânico e a construção de diversos prédios públicos, trouxe um aumento populacional para a cidade, causando mudanças no modo de vida da sociedade que cada vez mais assimilava costumes europeus, influenciado pelos portugueses.
Foi também na época de Dom João que o Brasil teve a sua extensão territorial alterada, com a aquisição da Cisplatina[1], em 1817.
Outra importante mudança que a vinda de Don João promoveu ao Brasil foi a formação de uma verdadeira unidade política, pois antes da chegada da coroa portuguesa, a colônia nada mais era do que uma extensa área geográfica divididas em capitanias que não se comunicavam.


[1] Mas declararia independência onze anos mais tarde, para se tornar o atual Uruguai.

25 comentários:

  1. nossa adorei me ajudou muinto !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu não gostei muito ,,mas tormare que tira boa nota ném ,,,

      Excluir
    2. muinto é foda....

      Excluir
  2. muito bom achei ótimo

    ResponderExcluir
  3. hummm texto bem explicativo hehe Elvis parabens!

    ResponderExcluir
  4. Obrigado a todos, bom saber que estou ajudando!

    ResponderExcluir
  5. mt bom "! ajudou demais,parabens

    ResponderExcluir
  6. nossa ajudou demais do faltava esse detalhe para acabar o trabalho,mas eu tenho uma duvida o banco do brasil foi inaugurado nessa epoca

    ResponderExcluir
  7. Sim, o banco do Brasil foi fundado em 1808

    ResponderExcluir
  8. muito bom mesmo parabensss

    ResponderExcluir
  9. bem legal. Parabens!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  10. uma porcaria.essa"..............." :>>

    ResponderExcluir
  11. valeu parceiro, ajudou mto xD
    agora vamo ver s cola com a psora d história rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  12. me ajudou muito esse texto

    ResponderExcluir
  13. Muito bom , me ajudou muito .

    ResponderExcluir
  14. VlW aí pcr ajudo bastante vlw aí !!!!

    ResponderExcluir